ANÁLISE OSTEOLÓGICA DE MESOSSAURÍDEOS DA COLEÇÃO DIDÁTICA DO LABORATÓRIO DE GEOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE GUARULHOS (UnG).

Julyana Carolina dos Santos Silva Felipe Gonçalves, Elza de Fatima Bedani

Resumo


A Bacia do Paraná é uma ampla região sedimentar do continente sul-americano que abrange grande parte do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Os repteis mesossaurídeos pertenceram ao período Permiano, aproximadamente 285 milhões de anos atrás. São conhecidos como os primeiros amniotas de hábito aquático, dotado de membranas interdigitais.O primeiro mesossauro (Mesosaurus brasiliensis) foi descrito por McGregor (1908). Foi encontrado nos folhelhos pirobetuminosos e calcários dolomíticos na Formação de Irati, da série Passa Dois do estado do Paraná. O primeiro mesossaurídeo (Stereosternum tenuidens) encontrado no sul da África foi estudado pelo cientista Paul Gervais, em 1864. Estudos posteriores revelaram a presença desse fóssil nos Continentes Americano e Africano, o que em unidades cronoestratigráficas comprova a existência da deriva continental e do antigo Gondwana. O objetivo deste trabalho é analisar as estruturas ósseas de mesossaurídeos da coleção didática do laboratório de Geociências da Universidade Guarulhos (UnG). Os fósseis foram analisados com a devida metodologia e auxílio dos materiais. Foram observados ossos da região cervical, truncal e caudal.

Texto completo:

PDF


1) UnG - Universidade Guarulhos 2) Indexador: Latindex 3) Indexador: Dialnet