A IMPORTÂNCIA DO SUPORTE FAMILIAR NO ENFRENTAMENTO DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO

Mikaelly Lopes Araújo, Claudia Patricia da Silva, Letícia Torres Muniz, Jaanai Guedes de Oliveira Leite, Thamyres Bryan Silva Ataíde

Resumo


Introdução: No período compreendido entre a gravidez e opós-parto a mulher sofre varias mudanças física, psicológica e familiar. Nesta fase, a depressão pós-parto pode acometer a mulher, desenvolvendosintomatologia como humor deprimido, perda de interesse, sentimentos de baixa autoestima e diminuição da concentração, levando ao comprometimento da relação mãe-filho. Estando associada a eventos adversos no feto e na criança, sendo mais suscetíveis o baixo peso e a prematuridade. Neste caso, o suporte familiar é um mecanismo de proteção de saúde. Objetivo descrever a importância do suporte familiar no enfrentamento da depressão pós-parto. Método: Através de um estudo bibliográfico do tipo exploratório-descritivo. A pesquisa foi realizada na Biblioteca Virtual em Saúde, nas bases de dados Scielo e Lilacs. E teve como período estabelecido para publicação daamostra pesquisada, estudos publicados durante os anos de 2011 a 2016, em língua portuguesa. Resultados: Dos artigos pesquisados, 75% constatam que o suporte familiar tem sido descrito como um fator importante na prevenção da depressão pós-parto, pois proporciona laço afetivo positivo, ajudando na situação ameaçadora. E retratam que mães que não possuemesta base apresentam maior risco de desenvolverem sintomas depressivos. Sendo a ausência paterna o fator crucial no aparecimento de sintomas mais elevados. Conclusão: Os achados sugerem que, além da assistência clínica, é necessário prover atenção biopsicossocial às mulheres. Foi possível perceber que o suporte familiar adquire grande importância para moderar os efeitos da depressão, aumentando os benefícios para a saúde e protegendo da doença.

Texto completo:

PDF


1) UnG - Universidade Guarulhos 2) Indexador: Latindex 3) Indexador: Dialnet