DEVOLUÇÃO DE CRIANÇAS ADOTADAS: A RUPTURA DA FAMÍLIA IDEALIZADA COMO FATOR DE RISCO

Autores

  • Ana Carolina de Sousa Batista Universidade Universus Veritas UnG
  • Bruno Machado de Sousa Carvalho Universidade Universus Veritas UnG
  • Hugo Horta Tanizaka Alvarenga Universidade Univeritas UnG
  • Roberta Pompeo de Camargo Carvalho Universidade Universus Veritas UnG
  • Ailton Bedani Universidade Universus Veritas UnG

DOI:

https://doi.org/10.33947/2238-4510-v11n2-4075

Palavras-chave:

Devolução. Adoção. Vínculos. Ruptura.

Resumo

A devolução de crianças está inserida em um contexto de produções acadêmicas ainda escassas, que além de não apresentar estatísticas, é um assunto pouco abordado. Este trabalho teve como objetivo delinear a quebra do vínculo e da família idealizada pelos adotantes como fator de risco para a devolução das crianças. Buscou-se apresentar o contexto histórico da adoção, seguido do embasamento legal para revelar as circunstâncias em que esse processo está inserido. Para responder à problematização, o trabalho descreve sobre a criação do vínculo e suas fragilidades, resultando na ruptura da idealização, bem como no ato da devolução. O referencial psicanalítico serviu de base para análise dos fenômenos presentes, tanto no procedimento de adoção quanto o de devolução, ligado à fantasias, compensações e idealizações. 

Biografia do Autor

Ana Carolina de Sousa Batista, Universidade Universus Veritas UnG


Graduanda em Psicologia pela Universidade Universus Veritas - UnG. Estudante pesquisadora pelo NUPEV PJ - Núcleo de Pesquisa e Violência em Psicologia Jurídica e também pelo NEPSI - Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação, Saúde e Neurociência. Possui interesse nas áreas de Psicologia Jurídica, Psicologia da Infância e Juventude, Psicologia da Saúde e Psicologia e Violência em seus diversos contextos.

 

Bruno Machado de Sousa Carvalho, Universidade Universus Veritas UnG

Discente pela Universidade Universus Veritas UnG; Estudante pesquisadora pelo Núcleo de Psicologia e Violência em Psicologia Jurídica (NUPEV-PJ) 

Hugo Horta Tanizaka Alvarenga, Universidade Univeritas UnG

Possui graduação em Psicologia pela Universidade de Guarulhos (2013) é Especialista em Psicologia Jurídica pelo INESP (2015) e pelo Conselho Federal de Psicologia - CFP, atualmente é mestrando em Psicologia da Saúde, pela UMESP. É docente pela Universidade de Guarulhos - UnG (2016). Membro fundador do Núcleo de Pesquisa em Violência da Universidade de Guarulhos - NUPEV-PJ (2017), vinculado ao CNPQ, também é membro do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Assuntos de Gênero - NEPAG. Membro da Associação Brasileira de Psicologia da Saúde - ABPSA. É pesquisador em violência, saúde e assuntos relacionados a gênero e sexualidade. Sua experiência na área de Psicologia tem sido com ênfase em Psicologia Jurídica e Psicologia da Saúde, tendo atuado diretamente com a Vara da Infância e Juventude, e com todos os agentes do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, na Vara da Família atua enquanto Assistente Técnico e realiza trabalhos periciais de forma autônoma. Por fim, é membro fundador da Gesto Consultoria em Desenvolvimento Humano. Também é Psicólogo Clinico.

 

Roberta Pompeo de Camargo Carvalho, Universidade Universus Veritas UnG

Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1991) e mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2003). Há 18 anos atua na área da Infância e Adolescência, com ampla experiência nos seguintes temas: políticas de atendimento para crianças e adolescentes sob ameaça ou violação de direitos, diagnósticos municipais da situação da criança e do adolescente, adolescência em conflito com a lei, medidas socioeducativas, liberdade assistida, ética e direitos humanos. No momento, trabalha como consultora em temas relacionados à política de promoção dos direitos de crianças e adolescentes e como capacitadora dos profissionais que atuam nesta área.

 

Ailton Bedani, Universidade Universus Veritas UnG

Psicólogo (CRP 06/40759), Mestre e Doutor em Psicologia pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP-USP). Coordenador de Pesquisa e Extensão (UNISP). Professor nos cursos de pós-graduação Lato Sensu de Gerontologia, Saúde Pública com Ênfase em Estratégia Saúde da Família e Administração Hospitalar do Centro Universitário São Camilo, e no curso de pós-graduação Lato Sensu em Psicologia do Trânsito, do Centro de Estudos Avançados e Treinamento (CEAT). Professor e supervisor de estágio nos cursos de graduação em psicologia da Universidade Guarulhos (UnG), Universidade Ibirapuera (UNIB) e Centro Universitário de São Paulo (UNISP). Pesquisador no NUPEV-PJ (Núcleo de Pesquisa em Violência e Psicologia Jurídica, cadastrado no Diretório dos Grupos de Pesquisas no Brasil - CNPQ), atuando nas linhas de pesquisa: Violência e Envelhecimento; - Violência de gênero e contra a mulher; - Violência e redes sociais digitais; - Processos Psicofisiológicos e Adaptação Humana. Psicoterapeuta, atendendo adolescentes e adultos, e famílias e casais.

 

Downloads

Publicado

2021-12-30

Edição

Seção

Artigos