VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS DE PAPELÃO VIA HIDRÓLISE QUÍMICA VISANDO OBTENÇÃO DE AÇÚCARES

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33947/2595-6264-v5n1-4659

Palavras-chave:

Resíduos de papel, papelão, hidrólise química, celulose, açúcares.

Resumo

Resíduos lignocelulósicos têm ganhado grande interesse por parte de pesquisadores e indústrias nessas últimas décadas, por seu baixo custo e pelo seu potencial como fonte de energia renovável. Dentre esses resíduos, os resíduos papeleiros provenientes de atividades comerciais e instituições de ensino vêm ganhando destaque por sua abundância e pouca reciclagem praticada. Neste trabalho, resíduos de papelão, que são resíduos provenientes de atividades de transporte e logística, foram submetidos à hidrólise química com solução de H2SO4 a 0,5 mol/L em reator batelada por 2 h a 54°C, com o intuito de testar seu potencial como fonte de açúcares. Esses materiais podem ser transformados em especialidades químicas de alto valor agregado, tais como ácidos orgânicos. Os resultados mostraram uma conversão de celulose de 2,71% e em hemiceluloses de 7,38%, indicando que a hidrólise química pode ser utilizada como processo de decomposição dos resíduos de papelão, especialmente se forem usadas condições operacionais adequadamente mais severas.        

Biografia do Autor

Estefani Wanderley de Lira, Centro Universitário Maurício de Nassau

Estudante do curso de bacharelado em Engenharia Química do Centro Universitário Maurício de Nassau

Referências

Alencar, B. R. A., Rocha, J. M. T. S., Rocha, G. J. M., & Gouveia, E. R. (2017). Effect of Tween-80 Addition in Dilute Acid Pretreatment of Waste Office Paper on Enzymatic Hydrolysis for Bioethanol Production By Shf and Ssf Processes. Cellulose Chemistry and Technology, 51(1–2), 121–126.

Draber, K. M. M (2013). Etanol de segunda geração já é realidade. Monografia de Conclusão de Curso - Escola de Engenharia de Lorena da universidade de São Paulo (EEL-USP).

Galbe, M., & Zacchi, G. (2002). A review of the production of ethanol from softwood. Applied Microbiology and Biotechnology, 59(6), 618–628.

Gouveia, E. R; Trajano do Nascimento, R.; Souto-Maior, A.M; Rocha, G. J. M. (2009). Validação de Metodologia para a Caraterização Químca de Bagaço de Cana-de-Açúcar. Quimica Nova, 32(6), 1500–1503.

Gurgel, L. V. A (2010). Hidrólise ácida de bagaço de cana-de-açúcar. Tese de Doutorado em Química – Universidade de São Paulo, São Carlos. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75131/tde-25032011-081629/pt-br.php> Acesso em: 5 out. 2020.

Rocha, G, J, M., Martin, C., Soares, I. B., Souto Maior, A. M., Baudel, H. M., & Moraes de Abreu, C. A. (2011). Dilute mixed-acid pretreatment of sugarcane bagasse for ethanol production. Biomass and Bioenergy, 35, 663-670.

Silva, Q. R. C (2018). Pré-tratamento de resíduos de papelão com reator autoclave para a obtenção de etanol. Trabalho de conclusão de curso - Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU) Recife-PE.

Sluiter, A., Hames, B., Ruiz, R., Scarlata, C., Sluiter, J., Templeton, D; Crocker, D (2008). Determination of structural carbohydrates and lignin in biomass. NREL Biomass Program. Biomass Analysis Technology Team, Laboratory Analytical Procedure. Department of Energy, Colorado, United States of America.

Soares, I.B (2013). Biorrefino do Bagaço de Cana-de-Açúcar com produção de Sacarídeos via Processos ácido e enzimático e conversões catalíticas em Ácido Glicônico com Pd/Al2O3. Tese de Doutorado – Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Souza, R, B, A de (2016). Estudo do pré-tratamento hidrotérmico e hidrólise enzimática da palha de cana-de-açúcar. Tese de Doutorado - Universidade de São Carlos (UFSCar).

Sun, Y., & Cheng, J. (2002). Hydrolysis of lignocellulosic materials for ethanol production : a review q. Bioresource Technology, 83(1), 1–11.

Downloads

Publicado

2021-11-05

Como Citar

de Lira, E. W., & Soares, I. B. (2021). VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS DE PAPELÃO VIA HIDRÓLISE QUÍMICA VISANDO OBTENÇÃO DE AÇÚCARES. Revista Engenharia E Tecnologia Aplicada - UNG-Ser, 5(1), 60–66. https://doi.org/10.33947/2595-6264-v5n1-4659

Edição

Seção

ARTIGOS