REFLEXÕES SOBRE O FIM DA VIDA: ÉTICA EM CUIDADOS PALIATIVOS

Ana Cláudia de Araújo Silva, Miquéias Luis da Silva, Milca Rafhaela de Oliveira, Diogo Rodrigues Sales, Ana Claudia Carneiro dos Santos, Raphael Alves da Silva

Resumo


Introdução. Os cuidados paliativos são um conjunto de práticas que tem por finalidade oferecer uma morte digna, ou seja, são maneiras de cuidar utilizadas quando o enfermo não responde mais ao tratamento curativo. A aceitação sobre o fim de vida ainda é um assunto que envolve diversas questões, como a idade, reações psicológicas e o meio social no qual o indivíduo está inserido, visto que o indivíduo é um ser biopsicossocial. A falta de conhecimento dos pacientes terminais sobre a sua condição de saúde e os princípios bioéticos, afetam diretamente seu posicionamento sobre o fim da vida. Objetivos. Demonstrar a conduta ética dos profissionais de saúde com pacientes oncológicos terminais, ressaltando a importância da reflexão sobre o fim da vida para os mesmos. Método. Trata-se de uma revisão de literatura integrativa baseada na pesquisa bibliográfica formulada à base de dados da Internet como: MEDLINE, SCiELO e BIREME, no período do mês de junho a setembro de 2018. O critério de inclusão foram os artigos disponíveis nos últimos 5 anos, por meio dos descritores:Bioética, cuidados paliativos, morte. Na primeira busca foram encontrados 20 artigos, após serem lidos e analisados, mediante critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 4 artigos que se enquadravam na temática proposta. Resultados e Discussão. Foi evidente a necessidade dos profissionais de saúde, principalmente os de medicina e enfermagem, aprenderem a importância dos princípios éticos na bioética no contexto hospitalar para poderem atender os pacientes e seus familiares da mais sucedida forma. Enfatizando também que esses profissionais necessitam de maior compreensão sobre os cuidados com a vida e as dimensões da morte, do morrer, da dor, do sofrimento, para que assim eles tenham um cuidado humanizado não só para com o paciente, mas com a família do enfermo também. Conclusão. O término da vida ainda é um assunto que necessita ser mais explorado pelos profissionais de saúde, sendo necessário considerar a morte como um acontecimento biologicamente natural, mas que precisa ser oferecido suporte psicológico principalmente para os familiares do ente que morreu. Sempre respeitando e acolhendo aos que sofreram a perda e que passam pelo processo do luto, considerando a bagagem que cada ser humano tem em sua essência, assim como a sua unicidade.

Palavras-chave


Bioética, cuidados paliativos, morte.

Texto completo:

PDF


1) UnG - Universidade Guarulhos 2) Indexador: Latindex 3) Indexador: Dialnet