TECNOLOGIAS DIGITAIS E RECURSOS FÍSICOS NA ABORDAGEM DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA

Evellyn Ládya Franco Pontes, Adriana Aparecida Kleparde, Taynara Pereira Silva, Ana Claudia Giesbrecht Puggina, Maíra Rosa Apostolico, Alfredo Almeida Pina-Oliveira

Resumo


Introdução: Avanços nas tecnologias digitais podem contribuir para ampliar as abordagens de educadores, profissionais de saúde e outros envolvidos no desenvolvimento integral de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Objetivo: identificar potencialidades e aspectos comparativos entre o emprego de tecnologias digitais e de recursos físicos na abordagem de crianças com TEA. Método: Trata-se de um estudo de atualização por meio da análise comparativa entre aplicativos exclusivamente criados para ajudar na comunicação com crianças com TEA e os recursos físicos existentes com a mesma finalidade. Resultados: Os recursos físicos apresentados são o Picture Exchange Communication System (PECS), Livro de Velcro, Troca de Figuras e Rotina Diária. Os aplicativos móveis Livox®, Aboard®, Tobii Sono Flex®, Autismo Imagem e Discussão® e o Minha Rotina Especial® são apresentados e discutidos em relação as vantagens do uso desse tipo de recurso. Conclusão: ambos os recursos podem mediar o processo de comunicação de crianças com TEA e destaca-se que os aplicativos contribuem para aprimorar a qualidade das interações realizadas com a criança com TEA.

Palavras-chave


Transtorno Autístico; Tecnologia Educacional; Tecnologia da Informação; Aplicativos Móveis

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.33947/1982-3282-v12n3-4-3729


1) UnG - Universidade Guarulhos 2) Indexador: Latindex 3) Indexador: Dialnet